• O SATEPSI foi desenvolvido pelo Conselho Federal de Psicologia (CFP) com o objetivo de avaliar a qualidade técnico-científica de instrumentos psicológicos para uso profissional, a partir da verificação objetiva de um conjunto de requisitos técnicos e divulgar informações sobre os testes psicológicos à comunidade e às(aos) psicólogas(os).
  • A Resolução CFP Nº 009/2018 estabelece diretrizes para a realização de Avaliação Psicológica no exercício profissional do psicólogo e regulamenta o Sistema de Avaliação de Testes Psicológicos – SATEPSI, bem como estabelece quais requisitos mínimos os instrumentos devem apresentar para serem reconhecidos como testes psicológicos.
  • No site do SATEPSI são apresentados, em duas abas, os instrumentos que podem ser usados pelas(os) psicólogas(os) na prática profissional (testes psicológicos favoráveis e instrumentos não privativos do psicólogo) e aqueles que não podem ser utilizados na prática profissional (testes psicológicos desfavoráveis e testes psicológicos não avaliados).

Ao seu alcance Psicóloga(o): Supervisão Profissional/Consultoria de onde você estiver.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Imagem-do-WhatsApp-de-2024-03-12-às-20.20.31_e5d17d56-1030x686.jpg
SUPERVISÃO PROFISSIONAL e CONSULTORIA
Restrito a Psicólogas(os) – Presencial & Remota
Apresentação do registro profissional (CRP), é obrigatória.
  • As supervisões profissionais são essenciais para psicólogos, promovendo o desenvolvimento de suas habilidades clínicas e éticas. Permitindo reflexão sobre a prática, discussão de casos e recebimento de feedback de especialistas, a supervisão aprimora a terapia, a compreensão psicológica e a sensibilidade profissional. Oferece um ambiente seguro para enfrentar desafios éticos e dá suporte emocional, prevenindo o esgotamento. No mercado, a busca por supervisão reflete o comprometimento com a excelência, inspirando confiança e abrindo caminhos para o avanço na carreira e networking. Participar de supervisões é um indicativo de dedicação à melhoria contínua e ao desenvolvimento profissional. Para supervisões no contexto da Avaliação Psicológica, é essencial que sejam conduzidas por um psicólogo com uma vasta e comprovada experiência na área.

Supervisora:

Como Agendar Sua Supervisão Profissional/consultoria?

1 . Elegibilidade para Supervisão Profissional:

A supervisão é destinada exclusivamente a psicólogos, sendo necessário enviar uma cópia da carteira do CRP junto aos honorários via WhatsApp (62 9 8650 1018). A supervisão será agendada remotamente via Zoom após a recepção destes documentos e a assinatura do Termo de Compromisso Livre e Esclarecido para treinamentos remotos síncronos em testes psicológicos.

1.1 Documentação Necessária: Os participantes devem enviar previamente todos os protocolos aplicados que serão abordados na supervisão para o mesmo número de WhatsApp, permitindo que a supervisora faça uma leitura preliminar dos documentos.

2. Áreas de Foco da Supervisão Profissional/Consultoria:

  • A supervisão cobre diversos aspectos da prática psicológica, incluindo: – Avaliação PsicológicaPerícias PsicológicasAssistência TécnicaPrática Clínica/ForenseElaboração de Informes Psicológicos (Laudos, Pareceres etc.). Agende sua supervisão para aprofundar seu conhecimento e habilidades nessas áreas essenciais.

3. Agendamento de Data e Horário:

  • Para agendar sua supervisão, entre em contato pelo WhatsApp (62 9 8650 1018). Informe o tema da supervisão, a quantidade de horas desejadas, consulte o preço e siga as instruções fornecidas.

4. Pagamento da Supervisão/consultoria:

Avaliação Psicológica Clínica: R$ 600,00/hora; Casos Forenses, Perícia, Assistência Técnica: R$ 700,00/hora. Nota: Os valores podem variar conforme o contexto do caso. É obrigatório apresentar o registro profissional (CRP).

4.1 Informações para Pagamento:

Banco: Bradesco – Agência: 3761-3 – Conta Corrente: 7611-2 – CNPJ: 14.414.152/0001-45; PIX (solicitar a chave para pagamento). A apresentação do CRP é obrigatória e deverá ser enviada como comprovante de pagamento.

5. Realização da Supervisão Profissional/Consultoria:

  • A supervisão será realizada de forma remota via Zoom. No dia e horário marcados, você receberá um link para acesso. Para garantir a qualidade e a privacidade da sessão, recomenda-se o uso de fones de ouvido e a escolha de um local privativo, sem interrupções e com todo o material necessário à mão e a câmera deverá estar ligada.

6. TERMOS DA SUPERVISÃO PROFISSIONAL/Consultoria

  •    6.1        Desistências ou reagendamentos de Supervisões por parte do supervisionada(o) e/ou(o)SUPE RVISORA(o)
  • A SUPERVISÃO PROFISSIONAL agendada pode ser cancelada ou reagendada pela(o) supervisionada(o) com até 24 horas de antecedência.  A(o) supervisionada(o) também pode neste mesmo prazo suspender sua supervisão, mantendo o valor pago como crédito para uma nova supervisão a ser agendada no futuro. Após o prazo de 24 horas de antecedência não será possível qualquer alteração no agendamento da SUPERVISÃO por parte da(o) supervisionada(o) e não caberá reembolso do valor pago.
  • 6.2        Reagendamentos por parte da(o) SUPERVISORA(o)
  • Reagendamentos por parte da(o) SUPERVISORA(o), podem ocorrer, e nestes casos a supervisionada(o) será comunicada(o) através do WhatsApp (62) 9 8650 1018. A(o) supervisionada(o) terá a opção de reagendar sua supervisão ou cancelar a mesma com reembolso do valor pago.
  • 6.3        Problemas técnicos durante a SUPERVISÃO PROFISSIONAL
  • Caso ocorra algum problema de ordem técnica como queda de conexão de internet, falha no fornecimento de energia elétrica, ou outro problema causado por fatores de terceiros, a supervisionada(o) terá direito a reagendar sua supervisão sem nenhum custo extra.
  • 6.4         Não comparecimento por parte da(o) supervisionada(o)
  • Caso a(o) supervisionada(o) não entre no link enviado para realizar sua supervisão no horário agendado (sem ter avisado antecipadamente), não haverá direito a reembolso, devolução ou reagendamento.
  • 6.5        Atraso no acesso por parte da(o) supervisionada(o)
  • Caso a supervisionada(o) não esteja disponível no início da sessão de SUPERVISÃO e tenha iniciado com atraso, não caberá reembolso nem mesmo atendimento complementar pelo tempo do atraso.  A(o) SUPERVISORA(o) estará online, aguardando pela(o) supervisionada(o), durante todo o período agendado para a SUPERVISÃO PROFISSIONAL.
  • 6.6        Não comparecimento por parte da(o) SUPERVISORA(o)
  • Caso ocorra algum problema em que a(o) SUPERVISORA(o) não possa realizar o atendimento no horário agendado a supervisionada(o) terá a opção de reagendar sua supervisão ou cancelar com reembolso do valor pago.

7       Devoluções de pagamento

  • Para os casos onde seja possível a devolução do pagamento, este será efetuado das seguintes formas:
  • 7.1          Para pagamentos efetuados por depósito bancário o valor será devolvido através de depósito bancário em conta corrente indicada pela(o) supervisionada(o).  É necessário envio do comprovante do depósito efetuado pela(o) supervisionada(o),
  • 7.2        Para pagamentos efetuados por transferência bancária o valor será devolvido através de depósito na mesma conta de origem.
  • 7.3        As solicitações de reembolso devem ser enviadas em resposta ao WhatsApp de confirmação de agendamento recebido.

8       Processo de agendamento e pagamento da SUPERVISÃO PROFISSIONAL

  • Ao agendar a SUPERVISÃO, a(o) supervisionada(o), pode escolher o horário disponível da(o) SUPERVISORA(o) que melhor lhe convier, deverá também preencher seu cadastro básico e envia-lo pelo WhatsApp (62) 98650-1018. Siga as instruções dos itens 1 e 4. Após confirmado o pagamento a(o)supervisionada(o), receberá através do WhatsApp confirmação do recebimento dos documentos, comprovante de pagamento e será informado da data/horário da SUPERVISÃO e do link que para acesso a supervisão.

9        Recursos de tecnologia da parte da(o) supervisionada(o)

  • O funcionamento do equipamento utilizado pela(o) supervisionada(o), para realizar sua Supervisão e de sua conexão de internet é de sua responsabilidade. Equipamentos necessários para realizar o atendimento:
  •   9.1           Computador, notebook, tablet, smartphone ou qualquer outro aparelho que tenha a função para supervisão de forma Remota (na modalidade síncrona), plataforma zoom.
  • 9.2       Alto falantes ou fones de ouvido, microfone e câmera;
  • 9.3         Software Zoom, instalado e com função de chamada de vídeo em funcionamento, Conexão de internet com velocidade compatível tanto de download como de upload, considere que outros computadores utilizando a mesma conexão no momento do atendimento podem comprometer a velocidade e qualidade.
  • Recomendamos que a(o) supervisionada(o), faça testes de uso do Zoom, utilizando a função de chamada de vídeo com algum amiga(o) para verificar o perfeito funcionamento do seu sistema e internet e para se familiarizar com o software.

10      Sigilo e segurança das informações

  • Garantimos o sigilo e segurança das Supervisões, da mesma forma que ocorre em Supervisões presencias e de acordo com o Código de Ética Profissional do Psicólogo. 

11     Direitos Autorais e Ética Profissional

Termo de Compromisso para Consultoria e Supervisões Remotos Síncronos em Testes Psicológicos

Ao inscrever-me e efetuar o pagamento para supervisões oferecido pelo Instituto Panamericano de Avaliação Psicológica (IPAP), compreendo e concordo com o seguinte:

1. Participação nas Supervisões Remotas: – Participarei das supervisões de testes psicológicos realizadas de forma remota e síncrona, onde professor e alunos interagem em tempo real. – Durante as supervisões ao vivo, manterei minha câmera ligada e microfone desligado, exceto quando for participar verbalmente.

2. Uso da Tecnologia: – As supervisões serão via internet, utilizando recursos visuais e de áudio. – Comprometo-me a não gravar, em vídeo ou áudio, nem fotografar o material das supervisões. As supervisões não serão gravadas pelo IPAP para acesso posterior.

3. Qualidade do Treinamento/Supervisões: – Entendo que alguns estímulos de teste podem ser diferentes dos presenciais devido à natureza remota. – Estou ciente dos riscos de interrupções técnicas e que as supervisões remotas podem não abranger todos os detalhes dos presenciais.

4. Confidencialidade e Ética: – As regulamentações de confidencialidade do Conselho Federal de Psicologia aplicam-se também às supervisões remotas. – Devo possuir CRP ativo (psicólogos). Comprometo-me a manter a privacidade do ambiente para não compartilhar informações das supervisões com terceiros. – É proibido permitir a presença de outras pessoas no mesmo ambiente durante a supervisão.

5. Direitos Autorais e Ética Profissional: – Não é permitido gravar ou reproduzir as supervisões e o material de apoio sem autorização prévia. – A violação destas regras pode resultar em consequências legais relacionadas a direitos autorais e ética profissional.

Documentação e Procedimentos: – Enviarei documentos necessários como CRP (psicólogos), junto com o comprovante de pagamento. – Após a confirmação do pagamento, terei acesso a supervisão via Zoom, entre outros detalhes que serão enviados via WhatsApp pela Supervisora.

Aceitação: – Este termo é considerado aceito com o pagamento da supervisão. Estou ciente e de acordo com todas as condições aqui estabelecidas para participação na supervisão remoto síncrono em testes psicológicos.

Assinatura:   CRP:         Data                                                                                       

O IPAP agradece a preferência e deseja a você uma excelente SUPERVISÃO

Esse é um teste de post

Fundado em outubro de 2011 pela Profa. Dra. Ana Cristina Resende, o Instituto Panamericano de Avaliação Psicológica (IPAP) tem se dedicado ao avanço da pesquisa, à oferta de cursos, consultoria, supervisões profissionais especializadas e à produção de conhecimento no campo da psicologia. Com um compromisso contínuo com a excelência, o instituto aprimora instrumentos psicológicos para uma ampla variedade de faixas etárias, bem como para grupos clínicos e não clínicos.

O Instituto Panamericano de Avaliação Psicológica (IPAP) dedica-se ao desenvolvimento e formação contínua de especialistas e pesquisadores em diversos contextos da psicologia. Oferecemos uma ampla gama de serviços, incluindo Supervisões Profissionais e Consultoria, além de cursos online (ao vivo, via Zoom) e presenciais. Todos os nossos programas e serviços são cuidadosamente projetados para atender às necessidades específicas de psicólogos e estudantes de Psicologia, com um foco especial na Avaliação Psicológica. Nosso principal objetivo é promover a saúde e o bem-estar do indivíduo.

Objetivos do Instituto Panamericano de Avaliação Psicológica (IPAP):

Condução de Avaliações Psicológicas: Realizamos avaliações em áreas clínicas e forenses, utilizando práticas baseadas em evidências para diagnósticos precisos e intervenções eficazes.
Perícias e Assistência Técnica Psicológica: Oferecemos consultoria especializada nas áreas cível, criminal e trabalhista, ajudando a resolver questões legais com base nas normas atuais do Conselho Federal de Psicologia (CFP) e rigor técnico e científico.
Elaboração de Documentos Psicológicos: Produzimos informes, laudos, relatórios e pareceres com rigor técnico e científico, atendendo às necessidades de diversos contextos.
Publicações Científicas: Divulgamos pesquisas e estudos no campo da psicologia, avaliação psicológica e personalidade, promovendo o diálogo acadêmico e a disseminação do conhecimento.
Eventos e Intercâmbios Acadêmicos: Organizamos palestras, seminários e congressos, além de incentivar intercâmbios com instituições renomadas, tanto nacionais quanto internacionais, visando o enriquecimento profissional e acadêmico.
Produção Editorial: Através da Editora IPAP, publicamos livros, revistas e vídeos, além de desenvolver instrumentos psicológicos. Realizamos essas publicações de forma independente ou em parceria com universidades credenciadas pelo MEC e editoras de prestígio nacionais e internacionais.

Conheça nossa Empresa.

Origem: (um breve histórico)
Contemporâneo de C.G. Jung, o psiquiatra suíço Hermann Rorschach fez uma observação pioneira sobre a percepção de pacientes esquizofrênicos diante de imagens ambíguas, notando respostas inusitadas a manchas de tinta. Através de um estudo sistemático envolvendo uma vasta gama de pacientes e indivíduos sem distúrbios, Rorschach identificou padrões de percepção e estabeleceu correlações entre estes e características psicológicas específicas, bem como certos distúrbios mentais.

Ele destacou, por exemplo, a relação entre uma percepção global das manchas e a capacidade de síntese, a sensibilidade a cores mais escuras e tendências depressivas, além de associar a clareza na percepção dos objetos à qualidade do contato do indivíduo com a realidade.

Rorschach delineou três modalidades fundamentais de interação com o mundo – introversão, extroversão e ambivalência – correlacionando-as com as formas pelas quais as pessoas integram emoções e pensamentos em seu cotidiano.

Diferentemente de outros pesquisadores da época, Rorschach não focou no potencial imaginativo evocado pelas manchas de tinta. Ele se interessava mais pelo processo de percepção em si, vendo-o como uma janela para os mecanismos psicológicos subjacentes da pessoa. Sua abordagem inovadora não se detinha no conteúdo das respostas, mas sim na dinâmica da interação com as manchas: como as formas eram reconhecidas, utilização das cores, texturas, e a conformidade ou divergência das respostas em relação à percepção convencional.

Rorschach experimentou várias manchas de tinta, selecionando cuidadosamente 10 pranchas para seu teste com base em suas observações preliminares de pacientes. Ele estava interessado não apenas no que as pessoas viam nas manchas, mas também em como elas as viam, considerando aspectos como a localização e os determinantes das respostas. Em 1921, ele publicou “Psicodiagnóstico”, um manual que detalhava sua metodologia e interpretava o teste, estabelecendo a base para o uso futuro do teste de Rorschach na psicologia.

Hoje
Após a morte prematura de Hermann Rorschach em 1922, seu trabalho inovador foi continuado e expandido por psicólogos ao redor do mundo. Um século depois de sua monografia seminal, o teste de Rorschach permanece uma ferramenta valiosa e amplamente utilizada, continuamente estudada e desenvolvida por profissionais da psicologia globalmente.

01) Por que usar o Rorschach quando outros testes são mais rápidos?

O Rorschach nos dá informações sobre o funcionamento psicológico não obtido a partir de outros procedimentos de avaliação. Na maioria dos casos, esse teste psicológico permite-nos compreender a pessoa de modo semelhante a um terapeuta que está atendendo o seu cliente há vários meses. No entanto, o Rorschach dá essa informação em poucas horas em comparação com os meses de terapia. Seria útil para muitos psicólogos conhecer o Rorschach de seus clientes no início da psicoterapia, como também em qualquer outra situação em que se deve tomar decisões importantes na vida de uma pessoa que dependa do conhecimento de aspectos psicológicos.

02) Assim que eu terminar o treinamento básico eu já posso aplicar o Rorschach em um cliente?

Recomenda-se praticar com um colaborador, alguém fora do círculo de clientes e familiares, antes de aplicar o Rorschach em situações reais. A aplicação do Rorschach é complexa e requer prática; portanto, é aconselhável começar a treinar com uma pessoa disposta a ajudar no seu processo de aprendizado logo após concluir o treinamento básico. Essa prática inicial, e possivelmente uma segunda sessão, aumentará sua confiança na aplicação e correção do teste. Comumente, os erros cometidos na primeira tentativa são corrigidos na segunda. Dedique-se a treinar a codificação e interpretação nestas aplicações preliminares. Após esses treinamentos práticos, um na sala de aula e outro com um colaborador, você provavelmente se sentirá preparado para utilizar o Rorschach profissionalmente com clientes.

03) O que vou aprender no Treinamento de Rorschach Básico?

Você vai aprender a aplicar, discriminar todas as variáveis do teste, codificar um protocolo, realizar o levantamento de todos os índices e interpretar um protocolo. Você também será orientado em como utilizar o programa de correção informatizada do teste.

04) Existem diferenças entre o SC e o R-PAS?

Sim. Basicamente, O SC (Sistema Compreensivo) é um sistema/escola de Rorschach, criado por Exner, que integra cinco escolas de Rorschach em uma só. Foi constituída após 15 anos de pesquisas e surgiu em 1974. A diferença do SC para as demais escolas é que o SC foi aprimorado até a morte do seu autor, Exner, em 2006. Após essa data, parte do seu grupo de pesquisas continuou pesquisando e avançando na constituição de novos índices, na técnica de aplicação…  Assim, esses estudos mais avançados constituíram o R-PAS (Sistema de Avaliação por Performance no Rorschach). O R-PAS tem sido tão estudado nos diversos continentes quanto o SC, e ambos constituem os dois sistemas de Rorschach mais fundamentados psicometricamente, bem como são sistemas aprovados pelo CFP (SATEPSI) para o uso profissional no Brasil.

05) O Rorschach pode ser aplicado em grupo/coletivamente?

Nenhum dos Sistemas de Rorschach no Brasil (SC, R-PAS, Klopfer, Francesa e Rorschach Clínico), aprovados pelo SATEPSI, inclui a aplicação coletiva do teste. Então, o teste não pode ser aplicado em grupo. É importante observar que não são todos os testes que podem ser aplicados em grupo. Somente aqueles aprovados pelo CFP e que incluem em seu manual a aplicação coletiva podem ser aplicados dessa forma.

06) Existe uma escola (ou sistema) de Rorschach que é igual a outra?  

Não. Todas as Escolas de Rorschach constituem sistemas distintos do teste (cada qual com seu manual). Assim, cada um deve ser aplicado, corrigido, interpretado de acordo com seu manual. A origem de todas as escolas foi do psicodiagnóstico de Hermann Rorschach.

07) Se eu estudo o Rorschach pelo Sistema Klopfer (adaptado para o Brasil pelo professor Cícero Vaz), eu poderia utilizar o Livro da Isabel Adrados?

Não. O livro da Adrados, que adota o sistema Klopfer, propõe normas de interpretação da década de 1970 (além de possuir um atlas) que não foi avaliado pelo CFP/CCAP (SATEPSI). Portanto, esse material não pode utilizado para a correção de um protocolo de Rorschach.

08) Uma pessoa que vê algum conteúdo específico em algum cartão específico pode ser diagnosticada ou poderia apontar um forte indício de algum transtorno ou trauma psicológico?

Não. Não existe um tipo específico de resposta exclusiva de qualquer transtorno psicológico ou trauma. Portanto não acreditem em sites ou profissionais que generalizam respostas com um conteúdo específico, em qualquer um dos cartões, como indicativo de um diagnóstico psicopatológico ou transtorno psíquico.

09) O Rorschach pode ser usado para uma imensa variedade de propósitos na avaliação da personalidade.

Os Sistemas (SC e R-PAS) são particularmente úteis devido à sua base sólida em pesquisa e sua natureza altamente estruturada. Há uma maneira correta, estruturada, para administrar, codificar e corrigir o Rorschach de acordo com os SC e R-PAS, independente do lugar do mundo em que é utilizado.

10) O programa existente pode ser utilizado para correção informatizada do Rorschach no Sistema Compreensivo?

Sim. Essa correção informatizada foi divulgada para a comunidade científica internacional em 2013 para a pontuação e computação de variáveis do Rorschach no SC. O pacote é gratuito para download. Assim, o profissional de psicologia pode investir mais tempo na interpretação dos achados da técnica do que em cálculos, uma vez que, em função da complexidade dos índices, não é aconselhável corrigir o teste manualmente.

11) O CFP/CCAP (SATEPSI) autoriza a correção informatizada de testes cujos programas não foram submetidos para avaliação?

A correção ou interpretação informatizada de testes psicológicos aprovados pelo SATEPSI não necessitam de submissão ao e/ou aprovação por meio do SATEPSI desde que sigam rigorosamente as informações contidas no manual. O programa de correção informatizada faz o levantamento das informações quantitativas do SC conforme é proposto pelo manual, sem alterações no cálculo dos índices, portanto não há necessidade de submissão ao sistema.

12) É importante saber que existem três fases importantes para o processo de aplicação do Rorschach SC & R-PAS: administração, codificação e interpretação.  A codificação válida não pode ser feita sem uma administração e adequada interpretação, a fase final e crítica do Rorschach, não pode ser feita sem uma administração adequada e uma codificação precisa. Consequentemente, o Rorschach SC & R-PAS só podem ser usados efetivamente com treinamento adequado. O IGAP oferece esse treinamento em seus cursos que abrangem cada uma dessas áreas confira as datas em nosso site www.igap.net.br 

13) Psicólogos mais experientes podem corrigir o Rorschach com base numa “olhada” geral ao invés de corrigi-lo?

Para que a intepretação do Rorschach seja válida, todos os critérios avaliativos devem ser considerados conforme as orientações do manual. Numa “olhada” superficial o psicólogo pode deixar de considerar indicadores importantes. São as informações quantitativas/psicométricas que tem feito do Rorschach um dos instrumentos psicológicos cada vez mais confiáveis, válido e com normas de interpretação para diferentes culturas. Logo, análises somente qualitativas do teste, sem integração com as informações psicométricas podem ser mais enganosas dos que confiáveis. As análises qualitativas devem ser fundamentadas nos dados quantitativos e numa abordagem teórica reconhecida como científica pela Psicologia.

14) Existem escolas que privilegiam a análise qualitativa do teste?

Não. As análises qualitativas podem ser realizadas, sempre que integradas com os dados quantitativos padronizados do teste, em qualquer escola de Rorschach. O importante é que estejam fundamentadas em teorias reconhecidas como científicas pela Psicologia.

15) O uso do Rorschach exige do psicólogo um compromisso constante no exercício e na prática para adquirir autonomia com o Teste?

O nível de nossa competência e experiência essencialmente aumenta a cada administração e é diretamente proporcional ao número de testes administrados, interpretados ou simplesmente analisados. No final deste período, contudo, dominamos um instrumento que não tem igual, devido à riqueza de informações que ele oferece sobre o funcionamento psíquico do ser humano.

16) O Rorschach …

…Dentre todas as ferramentas à nossa disposição, reconhecidas como confiáveis e confiáveis pela comunidade científica, o Teste de Rorschach é uma técnica poderosa e sofisticada, que não permite uma abordagem improvisada ou uma preparação inadequada, mas que, uma vez dominada por outras, nos permite fornecer respostas úteis para o cliente.

17) Utilização do Rorschach !!

Saber como usar o Teste de Rorschach abre as portas para muitas oportunidades de trabalho, o Rorschach é um dos instrumentos de avaliação de personalidade mais utilizado no mundo nos contextos jurídicos, clínicos ou em qualquer situação onde o estudo da personalidade do indivíduo é importante para se tomar uma decisão a respeito dele.

comparado a outros instrumentos, oferece pouca chance aos exames de ativar defesas conscientes que visam modificar a autoimagem com base nas respostas aos estímulos propostos, ambíguas e não estruturadas. Quando as manchas são apresentadas, os examinados, não conhecendo a lógica muito complexa que você usará para avaliar suas respostas, não podem se defender nesse sentido; quando usado de maneira rigorosa e correta, de acordo com um método de interpretação psicométrica, além de um diagnóstico diferencial do tipo nosográfico, permite uma avaliação confiável e objetiva do funcionamento cognitivo e afetivo da personalidade com a qual você está lidando. Isso além da imagem consciente que tem o sujeito, portanto, uma descrição detalhada, pontual e profunda dos mecanismos autênticos que o movem, sejam eles normais ou patológicos.

* Treinamento de Rorschach on-line!

Publicação busca elucidar dúvidas e auxiliar profissionais na adequação da prática e do ensino na avaliação psicológica por meio de Tecnologias da Informação e da Comunicação.

CARTILHA DE BOAS PRÁTICAS PARA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA EM CONTEXTOS DE PANDEMIA.

Conselho Federal de Psicologia (CFP)

https://site.cfp.org.br/wp-content/uploads/2020/08/clique-aqui.pdf   (clique e baixe a cartilha).